quarta-feira , 22 novembro 2017
Home / Destaque / Governador fala da importância da Semana da Ciência, Tecnologia e Inovação

Governador fala da importância da Semana da Ciência, Tecnologia e Inovação

Postado em: 18/10/2016

O governador Pedro Taques participou da abertura da 13ª Semana de Ciência, Tecnologia e Inovação, na Arena Pantanal, na Capital, na noite desta segunda-feira (17.10).  O evento também contou com a presença do senador Cristovam Buarque, que palestrou para jovens e estudantes no palco da Copa do Mundo.

Esta é a primeira vez que o estádio recebe a feira, que é promovida pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secitec) desde 2004. Com o tema “Ciência alimentando o Brasil”, a edição deste ano busca fomentar o debate da segurança alimentar, inovações tecnológicas para a produção, agroindústria e também a da agricultura familiar.

Acompanhado da secretária da Secitec, Luzia Helena Trovo, dos secretários de Educação, Esporte e Lazer, Marco Marrafon, de Cultura, Leandro Carvalho, de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk, e do senador Cristovam Buarque, Taques visitou os estandes da feira e da VIII Mostra Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), que também ocorre no local.

Antes de iniciar a solenidade, o governador homenageou o estudante Guilherme Matheus Rodrigues do Nascimento, de 15 anos, da Escola Dona Maria de Lurdes Ribeiro Frageli, do município de Guiratinga. O jovem, que sonha em ser engenheiro e arquiteto, ganhou o concurso que definiu a logomarca para o evento. Em seguida, a Orquestra Sinfônica do Sesi realizou uma apresentação com músicas regionais.

Para o governador Pedro Taques, a semana é um importante passo para o desenvolvimento do estado e um investimento que em pouco tempo já trará retorno. “Investir em tecnologia é investir no futuro. Em um futuro imediato, esta manhã já é passado, enquanto o futuro está à nossa frente, não podemos ficar parados. Como diz Aristóteles, não podemos perder esta capacidade de nos surpreender a cada momento, e a ciência faz isso conosco, a ciência traz a novidade, ter a capacidade e a curiosidade de se surpreender a cada instante”.

No discurso, Taques ressaltou a importância da ciência para o desenvolvimento da humanidade, bem como a transmissão de conhecimento entre as gerações. O governador lembrou ainda o tema da Semana.

“Hoje nós temos sete bilhões da habitantes no mundo, segundo a ONU (Organização das Nações Unidas), em 2050 teremos nove bilhões de habitantes e nós precisaremos de 60% a mais de alimento no mundo. Precisaremos produzir mais para que as pessoas não morram de fome. Destes 60% do mundo, 40% estão no Brasil. Nós temos um compromisso da aumentar a produção, mas cumprindo as regras ambientais, sem desmatar um palmo de terra”.

Conforme a titular da Secitec, Luzia Helena Trovo, o principal objetivo do evento é aproximar a ciência e tecnologia da população, com uma linguagem criativa e acessível à população e que estimulem a curiosidade para fomentar a discussão dos temas na sociedade. “Vivemos em um mundo que cada vez mais exige soluções criativas e inovadoras para a resolução dos problemas. A investigação dessas soluções é uma atividade pedagógica que visa despertar o espírito de busca intelectual e o resultado mais importante desta investigação é aprender a aprender”.

O senador Cristovam Buarque afirmou que foi a primeira vez que entrou em um estádio e ressaltou que ficou impressionado com tudo o que viu. “Fiquei encantado com a orquestra, com o menino que venceu o prêmio e também com o que eu vi na caminhada pelos estandes”, destacou.

Para o senador, a única saída para o Brasil da Crise é investir em educação e, para isso, iniciativas como estas precisam se tornar cada vez mais comuns. “Educação é um alicerce, mas aqui o que está me surpreendendo não é apenas a tecnologia, mas também o empreendedorismo desses jovens que, além de criar coisas novas, também criam iniciativas empreendedoras. Isso é o futuro para o mundo e para Mato Grosso. O Estado já é hoje o celeiro de alimentos do mundo, mas precisa ser o celeiro de conhecimento, e isso é possível”.

O evento conta com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT); Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai); Serviço Social da Indústria (Sesi); Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae);  Secretaria de Estado de Cultura (SEC-MT), Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc-MT); Fundação de Amparo à Pesquisa de Mato Grosso (Fapemat); Polícia Militar de Mato Grosso; Mato Grosso Criativo; Parque Tecnológico de Mato Grosso; Instituto Jovens Empreendedores; e Associação Regional de Produtoras Extrativistas do Pantanal (Arpep).

Comente o que você achou da postagem