quinta-feira , 18 Janeiro 2018
Home / Destaque / Presidente dp Tribunal de Justiça de MT visita obras em Barra do Bugres

Presidente dp Tribunal de Justiça de MT visita obras em Barra do Bugres

(Last Updated On: 06/01/2018)

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Rui Ramos Ribeiro, visitou nesta sexta-feira (5 de janeiro) as obras que estão sendo realizadas nas comarcas de Barra do Bugres (168 km a médio-norte de Cuiabá) e Tangará da Serra (239 km a médio-norte de Cuiabá).

Em Barra do Bugres, a obra de construção de um novo fórum foi retomada em maio de 2017, após cerca de cinco anos parada em virtude da falência da construtora que havia ganhado a licitação para a construção. O segundo processo licitatório foi concluído no ano passado e a gestão do desembargador-presidente se comprometeu a finalizar a obra.

De acordo com informações do Departamento de Obras do TJMT, a previsão de entrega do Fórum de Barra do Bugres é novembro de 2018. O edifício terá 3.533 m² de área construída, incluindo três varas cíveis, uma vara criminal, dois blocos administrativos, um bloco de apoio à terceirização, quatro salas de arquivo e o bloco do Tribunal do Júri – que abrange, além do júri, o conselho de sentença, gabinete, carceragem, sala de testemunhas, refeitório e garagem.
Em Tangará da Serra, a obra de ampliação do fórum começou há menos de dois meses, no dia 23 de novembro de 2017. A ampliação vai praticamente dobrar o tamanho do edifício, pois prevê o acréscimo de 1.498,89 m² de área construída, quase a metragem atual do fórum, isto é, 1.800 m².
Será construído o Tribunal do Júri com toda sua estrutura de apoio, do mesmo modo que em Barra do Bugres, além da recepção, arquivo, duas varas criminais, cabine de força e um bloco de integração com a Defensoria Pública, Ministério Público e OAB. A previsão para conclusão da obra é novembro deste ano.
Além do magistrado, acompanharam o presidente na visita às obras o juiz auxiliar da Presidência Tulio Duailibi, o diretor do Departamento de Obras do TJMT, Diogo Gonçalves, e o coordenador militar do TJMT, coronel Rhaygino Sarly Rodrigues Setúbal.
Comente o que você achou da postagem